10/07/2019 05:40
Reggia di Caserta

Reggia di Caserta fica na cidade que leva o mesmo nome, a 30 quilômetros de distância de Nápoles, em direção norte. A sua construção começou em 1752, quando o rei de Nápoles, Carlo III di Borbone, encomendou ao arquiteto Vanvitelli um palácio que superasse a grandiosidade do palácio de Versailles. O objetivo foi completamente bem sucedido já que a Reggia é o maior edifício do século XVIII da Europa e a maior residência real do mundo com os seus 47.000 mil metros quadrados, 1200 quartos, 34 escadas e três quilômetros de parque.

A Reggia di Caserta foi declarada patrimônio mundial da Humanidade e ao seu interno foram gravados diversos episódios de Star Wars.

Ao visitar seu interior, é incrível ver o número de obras de estuque, pinturas em afrescos, esculturas, pisos embutidos que passam um após o outro.

Notáveis ​​são os da Sala di Astrea (Sala Astrea) Sala di Marte (Marte) e Sala del Trono (Sala do Trono), a maior sala dentro dos apartamentos reais, que foi usada como sala de recepção para importantes personalidades.

A galeria de pintura da Pinacoteca, organizada como uma série de salas conectadas, expõe inúmeras pinturas de natureza morta e eventos de guerra e alguns retratos da família Borbone.

No "velho" apartamento é exposta a creche dos Borbones, a grande paixão da Família, e de onde se originou a tradição napolitana da Natividade.

A biblioteca palatina faz parte dos aposentos da Rainha: a rainha, mulher refinada de grande cultura, possuía uma biblioteca elegantemente decorada com relevos e afrescos, como a que reproduz os signos do zodíaco e as constelações, realizadas de acordo com o desenhos que o próprio Vanvitelli produziu. Os quartos dedicados às quatro estações do ano também são muito sugestivos.

Um aspecto integral que mostra a majestade e beleza da Reggia di Caserta  é o seu maravilhoso parque. É um exemplo típico de um jardim italiano: gramados largos, canteiros quadrados e, acima de tudo, um triunfo dos jogos aquáticos.Ao longo do eixo central, bacias, fontes e cachoeiras, decoradas com grandes grupos escultóricos, passam uma após a outra. O resultado é um espetacular efeito de grande impacto que atinge seu auge com a Grande Cascata.

Então, o Jardim Inglês se abre para os olhos de seus observadores - não tão simétricos quanto seu complemento italiano, solicitado por Maria Carolina d'Austria e repleto de plantas nativas e exóticas, incluindo os maravilhosos Cedros do Líbano.


Deixe também seu Comentário:

Nome Completo:*
E-Mail:*
Título:*
Mensagem:*

Código de Verificação:
Digite abaixo o código ou clique no
ícone para gerar um novo código

Status do Código Digitado:
 

Enviar     Limpar