22/06/2020 10:37
Matera

MATERA “A Cidade de Pedra” . Matera é uma cidade importante, conhecida em todo o mundo. A sua grande peculiaridade se deve a suas cavernas, chamadas “Sassi”. Suas raízes remontam aos primórdios do homem e foram além. Na atual ravina em que se encontra, através de eventos históricos e grandes acontecimentos, (o último e mais crucial, a escolha da cidade lucaniana como Capital Europeia da cultura de 2019), depois de ter sido declarada em 1993 um patrimônio mundial pela UNESCO.

Matera é uma cidade dentre as mais antigas do mundo. Seu território guarda testemunho de fósseis humanos da era paleolítica. A cidade teve muitos governantes durante sua história, passou sob o controle dos romanos, lombardos, sarracenos e bizantinos. No século XI, chegaram os normandos que ali permaneceram durante muito tempo, trazendo paz e estabilidade; depois foram prejudicados pelos aragoneses e, por fim, Matera conquistou a posição de independência e teve grande importância no início dos anos 800, tornando-se capital da Basilicata. 

Várias são as teorias sobre a etimologia do nome Matera, segundo Colaianni, a cidade era chamada pelos gregos de “Mataia ole”, termo derivado de “mataio olos” (tudo vazio) com referência evidente às estruturas das ravinas. Segundo outras fontes, o termo era derivado de “mata” (pilha de pedras) ou das iniciais de Met(aponto) e Hera(clea), dois bairros que acolheram refugiados de dois centros magno-grecos após sua destruição.

Os Sassos constituem a parte mais antiga da cidade de Matera. A arquitetura única das cavernas de Matera narram a capacidade do homem de adaptar-se perfeitamente ao ambiente e ao contexto natural, utilizando habilmente recursos simples como: temperatura constante dos lugares escavados, o cal branco para construir casas na superfície e a utilização da ladeira para controlar a saída de água e monitorar fenômenos meteorológicos.

Os sassos são construções particulares, erguidas dentro da rocha da Ravina de Matera, a garganta profunda, que divide o território da cidade em dois grandes anfiteatros naturais: o Sasso Caveoso e o Sasso Barisano.

No bairro de Sasso Caveoso prevalecem as habitações quase que completamente escavadas na rocha e, o mais impressionante, permaneceram intactas desde o passado. O bairro de Sasso Barisano que foi completamente reconstruído, abriga várias estruturas restauradas e pousadas, bem como atrações turísticas (um exemplo é a reconstrução dos sassos em miniatura e o museu da civilização).

Erguida em volta de Civita, é uma cidade inteira escavada na rocha calcária, chamada localmente de “tufo”, um sistema habitacional articulado, preso nas encostas de um vale profundo, de características naturais singulares e surpreendentes. Sabe de que estamos falando? Da Gravina. As sobreposições das diversas fases de transformação urbana sobre a rígida estrutura múrgica antiga, o diálogo refinado entre as rochas e arquiteturas, cânions e campanários, criaram no curso dos séculos este cenário urbano de incompatível beleza.

O que ver em Matera?

As Igrejas Rupestres de Matera

Hoje os sassos de Matera foram reconsiderados como ponto turístico e abertos ao público e, por fim, tornaram-se um verdadeiro luxo. Os sassos são uma das peculiaridades que fazem Matera ser tão conhecida no mundo e, portanto, são as primeiras coisas para se visitar quando se chega na cidade. Contudo, Matera é também muito mais do que isso.

As igrejas Rupestres são particularmente interessantes, representam um número significativo de fases da história humana. Esses lugares testemunham a passagem evolutiva do homem, da era pré-histórica ao cristianismo. Na realidade, as igrejas Rupestres estão localizadas em lugares onde antigamente tinham particular importância e, muito provavelmente, já eram locais de culto nas civilizações rupestres que precederam àquelas cristãs. As mais visitadas e de maior interesse são:

Santa Maria de Idris – San Giovanni in Monterrone

A igreja de Santa Maria de Idris fica dentro do esporão rochoso de Monterrone, no Sasso Caveoso, perto da igreja de San Pietro Caveoso e da praça homônima. A posição é estupenda e oferece um panorama único, sobre a cidade e sobre a Gravina.

Santa Lucia alle Malve

A igreja rupestre de Santa Lucia alle Malve está localizada nas vizinhanças da igreja anterior, Santa Maria de Idris, no distrito de Malve. É o primeiro povoado monástico feminino da ordem beneditina, existente desde o século VIII, e o mais importante na história de Matera. No interior da igreja estão presentes algumas das pinturas em murais mais lindas e importantes do território materano.

San Pietro Barisano

É no Sasso Barisano que está a maior igreja rupestre da cidade de Matera, conhecida originalmente como Pietro de Veteribus. Por meio das investigações arqueológicas, foi possível identificar o primeiro edifício rupestre subterrâneo, que remete aos séculos XII-XIII.

Igrejas de Matera

Matera é conhecida também pelo grande número de igrejas presentes no local, apontamos algumas das mais relevantes. Começando pela Catedral de Matera, raro exemplo de estilo romântico pugliese, que foi construída no século XII no esporão mais alto entre o Sasso Barisano e o Sasso Cavernoso (onde anteriormente surgia um monastério de freis beneditinos).

Uma curiosidade desta catedral é o alto campanário, com mais de cinquenta e dois metros. No interior dela é possível notar o belíssimo afresco bizantino ‘Madonna della Bruna’. Outro exemplo de igreja em estilo romântico é o santuário de San Giovanni Battista. De também notável importância pelo território e pelo estado em que se encontra, está a igreja de San Pietro Caveoso, que remete ao ano de 1218. A essa igreja, foi acrescentado um campanário barroco, no século XVII, ampliando sua excentricidade. Também, a igreja de San Francesco d’Assisi é muito interessante, outro exemplo de arquitetura barroca.

Arquitetura Religiosa

Em relação à arquitetura religiosa, estes merecem sem dúvidas serem visitados: o Castelo Tramontato, em estilo aragonês, o Palácio Lanfranchi, sede do Museu Nacional de Arte Moderna e Medieval de Basilicata e o Palácio dell’Annunziata, que domina a praça central de Matera. Além disso, outra atração de notável importância é a Praça Vittorio Veneto com sua fonte ferdinandea.

Fonte: www.viajandoparaitalia.com.br/


Deixe também seu Comentário:

Nome Completo:*
E-Mail:*
Título:*
Mensagem:*

Código de Verificação:
Digite abaixo o código ou clique no
ícone para gerar um novo código

Status do Código Digitado:
 

Enviar     Limpar