Monte Bianco Lingua Italiana - Escola Física e Online de Italiano referência em SP - Blog da Monte Bianco
 

02/12/2020 08:53
Castel del Monte

Uma coroa de rocha apoiada em uma colina a 540 metros acima do nível do mar, com vista para o planalto ocidental de Murge, na Apúlia. Este é o Castel del Monte, fortaleza encomendada por Frederico II por volta de 1240 e incluída pela UNESCO na Lista do Patrimônio Mundial em 1996.

Considerado universalmente um exemplo genial da arquitetura medieval, o castelo reúne diferentes elementos de estilo, desde o talho românico dos leões na entrada da cornija gótica das torres, até a arte clássica da decoração de interiores à estrutura defensiva da arquitetura ao delicados refinamentos islâmicos de seus mosaicos. A fortaleza foi construída de acordo com um extremo rigor geométrico e matemático. A planta octogonal e o número oito se repetem quase de forma obsessiva: são oito cômodos no térreo e primeiro andar e são oito torres imponentes, a planta é obviamente em forma octogonal, distribuída em cada um dos oito cantos. Acredita-se que no pátio interno houvesse uma piscina também de forma octogonal.

A posição do castelo foi estudada de forma a criar efeitos particulares de luz e sombra em épocas específicas do ano, como nos dias de solstício e de equinócio. Tudo, no fundo, parece feito justamente para sugerir simbolismos que há séculos fascinam os pesquisadores, deixando aos visitantes uma sensação de agradável mistério. O portão principal apresenta, de baixo para cima, um arco de estilo árabe, empena de estilo grego-romano, janelas de duplo arco de estilo gótico. A sólida compactação do calcário misturado com o quartzo da fachada é manchada de cada lado por janelas simples no primeiro andar e janelas de duplo arco no segundo, com exceção de uma única janela de três partes. O interior, com as suas altas abóbadas de cruz ou de canhão, parece agora desprovido das decorações que o embelezaram no passado, como mostram os vestígios de mármore e mosaico que em grande parte desapareceram ao longo dos séculos de abandono e vandalismo.


Os dois pisos do castelo estão interligados internamente nas torres por escadas em espiral no sentido anti-horário, ao contrário das outras construções defensivas da época. Dada a falta de salas, vários estudiosos acreditam que antigamente, no primeiro andar, existia uma galeria interna que proporcionava acesso independente às salas. Particularmente interessante é o sistema de canalização para coletar e distribuir a água da chuva, de origem oriental.

Na falta de muros circundantes, fossos e estábulos - elementos que caracterizavam a maioria dos edifícios militares medievais - o Castel del Monte viu os pesquisadores atribuírem-lhe as mais diversas funções: templo, local isolado onde mergulhar no estudo, até mesmo um local de relaxamento no modelo de o hammam árabe. Os seus quartos, observaram alguns, parecem ter sido concebidos como se tivessem de seguir um itinerário obrigatório para se deslocarem de um para o outro, uma ligação aos simbolismos astronómicos. A forma octogonal, segundo outros, lembra a geometria de uma coroa, para representar o poder imperial com o qual Frederico II foi nomeado.

Fonte: www.italia.it

Img: pixabay.com


Deixe também seu Comentário:

Nome Completo:*
E-Mail:*
Título:*
Mensagem:*

Código de Verificação:
Digite abaixo o código ou clique no
ícone para gerar um novo código

Status do Código Digitado:
 

Enviar     Limpar