03/07/2020 05:24
Assisi

O que fazer em um dia em Assis?

Um Vilarejo Medieval Especial. Assis é uma das cidades mais bonitas para se visitar em Úmbria. Famoso especialmente por ser a terra natal de São Francisco e Santa Clara, o vilarejo atrai milhares fiéis e turistas a cada ano, graças ao grandioso patrimônio artístico, arqueológico e histórico. 

Assis não tem nada a ver com uma metrópole, é uma cidadezinha de Úmbria, conhecida principalmente por ser o lar do ilustre São Francisco, criador da Ordem dos Franciscanos (tão famosa quanto ele). A própria figura nobre e caridosa deste santo fez com que este município, durante os séculos, se tornasse um símbolo de paz e um estimado ponto de encontro para quem reconhece a religião católica. Um dos exemplos são as várias manifestações organizadas todos os anos, desde a primeira marcha pela paz em 1961, pelo filósofo Aldo Caprini. 

Assim como muitas cidades da Úmbria, Assis não é tão grande, e por essa razão seu itinerário permite cumprir quase todos os pontos turísticos em apenas um único dia. O ideal seria conhecer Assis em um fim de semana, para poder descobrir, com calma e tranquilidade, as belezas desta cidade: visitar os monumentos mais importantes e desfrutar de um passeio agradável nas estreitas ruas dessa encantadora vila medieval. 

 O que fazer em um dia em Assis? 

BASÍLIA DE SÃO FRANCISCO

Ao que parece, é obrigatório começar o nosso itinerário partindo do coração de Assis, ou seja, a Basílica de São Francisco. A igreja foi construída no século XIII, por ordem do Papa Gregório IX – uma verdadeira obra-prima da arquitetura e também um dos tesouros da arte sacra italiana. O imponente complexo, declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, é composto por duas basílicas, construídas em dois momentos históricos diferentes: a Basílica Superior e a Basílica Inferior, mais a cripta onde está o túmulo de São Francisco.

A Basílica Superior e Inferior

A Basílica Superior remete ao período gótico e contem coleções maravilhosas dos afrescos de Giotto, que narram a vida do santo. Já a Basílica Inferior está ligada ao período da arte românica – nessa basílica há uma atmosfera medieval, um tanto áspera, com tetos baixos e pouca iluminação.

TEMPLO DE MINERVA

Depois de visitar a Basílica, a fim de apreciar o clima medieval, seguimos pela Via San Francesco para chegar à Praça del Comune, onde está o Templo de Minerva (antigo santuário romano do século I a.C.). O Templo de Minerva, antes de se tornar um monumento religioso, foi um tribunal que abrigava no subsolo as celas da prisão. A clássica fachada é elegante e seu interior é decorado com características barrocas do século XVII.

Embora estes prédios pertencerem a épocas distantes, são perfeitamente integrados entre eles, formando um agradável conjunto heterogêneo. Você pode fazer uma pausa para comer em uma das “osterias” do centro histórico, em grande parte decoradas em estilo medieval, e degustar um ótimo almoço com produtos típicos da região, como o queijo pecorino e a trufa. 

BASÍLICA DE SANTA CLARA

Depois de recarregados, continuamos nosso tour visitando a não menos importante Basílica de Santa Clara, construída em cima de uma basílica pré-existente (dedicada a São Gregório), que hoje abriga em seu interior as relíquias da santa e o crucifixo que falou com São Francisco.

Em estilo gótico, a basílica foi construída com a típica pedra rosa do monte Subásio. Aqui a atmosfera é mais acolhedora, e é possível encontrar as freiras em clausura. Também, a pracinha em frente à igreja é bem graciosa, acaba em um terraço que presenteia os turistas com uma linda vista do vale umbro.

CATEDRAL DE SÃO RUFINO

Seguindo mais acima, a Catedral de São Rufino, é um exemplo de excelência do estilo romano-umbro. A fachada é tipicamente romana e se caracteriza pela rosácea principal, logo ao lado surgem outras duas menores e entre os três portões, as três entradas principais. Embaixo da rosácea grande é possível ver a simbologia dos Evangelistas. Nesta catedral fica a fonte batismal de Francisco e Clara. 

ROCCA MAGGIORE

Retornando com o passeio, desta vez vamos para Rocca Maggiore, uma fortaleza dos anos 1200 construída por causa das guerras com a cidade de Perúgia. O castelo domina o alto da cidade e todo o vale que o circunda – sem dúvidas um panorama espetacular, que permite ver Assis de uma posição privilegiada.

BASÍLICA SANTA MARIA DEGLI ANGELI E A PORCIÚNCULA

Lembrando que temos apenas um dia disponível, em nossa última etapa, iremos visitar a Basílica de Santa Maria degli Angeli e a Porziuncola. A basílica é um dos lugares mais importantes da história de vida de São Francisco, tanto humana quanto espiritual. 

Sétima maior Igreja Cristã do Mundo

De 1600, é considerada a sétima maior igreja cristã do mundo, além disso, abriga em seu interior a Porciúncula, principal símbolo da Ordem dos Frades Franciscanos. A Porziuncola tornou-se a primeira igreja da Ordem Franciscana e representa o emblema da simplicidade franciscana. Foi exatamente aqui que Francisco morreu, na noite de 3 de outubro de 1226, após ter composto o “Cântico das Criaturas”. Com vista para a basílica, pode-se dizer que o nosso itinerário de um dia termina em grande estilo.

Fonte: viajandoparaitalia.com.br


Deixe também seu Comentário:

Nome Completo:*
E-Mail:*
Título:*
Mensagem:*

Código de Verificação:
Digite abaixo o código ou clique no
ícone para gerar um novo código

Status do Código Digitado:
 

Enviar     Limpar